Growth Hacking: o que é e como usar no seu negócio

Você já ouviu falar do Growth Hacking? O termo foi criado em 2010 por Sean Ellis, fundador e CEO do GrowthHackers.com, que tem um currículo bastante impressionante por ter sido o primeiro funcionário de marketing do Dropbox e ser responsável pela área de Growth em empresas como LogMeIn e Eventbrite. Em 2010 cunhou o termo “Growth Hacker”.

De acordo com Ellis, “Growth Hacking é marketing orientado a experimentos.” O que isso, de fato, significa? O termo se refere à busca por oportunidades/brechas (hacks) para criar estratégias e gerar crescimento (growth) da empresa.

Growth Hacker, profissional responsável por cuidar dessa área nas empresas, precisa preencher alguns requisitos, como ter conhecimentos sobre metodologia de experimentos, tecnologia e, principalmente, psicologia do consumidor. Para desempenhar bem a função, é necessário saber responder a perguntas básicas: “Como as pessoas pensam durante as compras?” e “O que motiva a realizar a compra?”.

Conheça os cinco estágios do Growth Hacking

Aquisição: práticas para atrair e conquistar clientes;

Ativação: objetivo é causar uma boa primeira impressão da sua marca para os clientes;

Retenção: clientes estão satisfeitos e, com isso, continuam comprando seu produto e/ou serviço;

Receita: clientes geram faturamento para a empresa;

Indicações: clientes satisfeitos que recomendam produto e/ou serviço para amigos, familiares e conhecidos.



1 comments