12% das vendas online no Brasil já são realizadas em dispositivos móveis

Segundo o relatório “State of Mobile Commerce”, realizado durante o segundo trimestre de 2015 pela Criteo S.A., empresa de tecnologia focada em publicidade de performance, as pessoas estão utilizando cada vez mais o mobile para acessar conteúdo, pesquisar informações sobre produtos e comprar. Foram analisados dados de 1,4 bilhões de transações online, que movimentaram US$ 160 bilhões de vendas mundiais.

No Brasil, 12% do comércio eletrônico já é realizado por meio de dispositivos móveis, sendo que 8% acontecem em smartphones e os outros 4%, em tablets. Esse comportamento é creditado, em grande parte, ao fato das pessoas passarem cada vez mais tempo conectadas e mexendo em seus aparelhos.

Obviamente, sites otimizados e aplicativos para e-commerce ajudam a atrair novos clientes e a melhorar as taxas de conversão. Em e-commerces otimizados, 31% das transações são feitas via mobile, com 3,4% de taxa de conversão, contra apenas 23% das transações em sites não otimizados, com 1,6% de conversão. Além disso, quase metade das transações mobile já ocorreram por meio de aplicativos.

Não podemos esquecer também que, em abril desse ano, o Google realizou mudanças significativas em seu ranking de buscas, penalizando sites que não são otimizados para mobile. O impacto desta mudança é a perda de visibilidade na concorrida página de resultados do maior site de pesquisa do mundo. Outra informação importante sobre o Google é que em 10 países, incluindo Estados Unidos e Japão, já existem mais pesquisas através de dispositivos móveis do que em computadores.

Ainda estamos muito atrás de países como Japão e Estados Unidos, mas o crescimento do mobile commerce é inevitável. Estima-se que, globalmente, a participação das compras via mobile cheguem a 40% até o final de 2015 e, especificamente no Brasil, cheguem a 20%.

A grande questão é: sua empresa está preparada para essa realidade? Faça o teste utilizando a ferramenta Google Mobile-Friendly Test Tool.

Aqui na agência, nossas estratégias, desde sempre, foram pensadas para a versão mobile, porque entendemos que essa é uma realidade que ainda tem muito a expandir e porque estamos sempre à frente quando o assunto é solução digital.



0 comments