Whatsaaaaapp! Aplicativo de Mensagem ou Mídia Social?

Antes de mais nada, segue uma breve descrição sobre os conceitos de rede e de mídia social:

“Rede Social é uma estrutura composta por pessoas e/ou organizações conectadas por um ou múltiplos tipos de relações, que partilham valores, hábitos e/ou objetivos comuns. Já as mídias sociais são as plataformas digitais facilitadoras deste processo, que possibilitam a interação.”

Partindo desta premissa, já respondemos ao questionamento: o WhatsApp é sim uma mídia social, e uma das mais poderosas dos últimos tempos.

Há quem diga que ela está, ainda que de forma torta ou indireta, substituindo alguma das funcionalidades mais clássicas do Facebook, como organização de eventos e grupos de discussão, além de, obviamente, a troca de mensagens instantâneas.

Pessoal ou Profissional?

Dentro de uma força avassaladora, será que podemos considerar o WhatsApp como mais uma ferramenta de trabalho? Será que existe espaço para a utilização comercial de forma organizada e saudável? Na minha opinião, a resposta é: DEPENDE!

Calma, não vou ficar em cima do muro, mas digo que depende porque é preciso, efetivamente, estabelecer limites ou regras de utilização com seu parceiro comercial.

Para mim, é muito útil e estratégico usar a ferramenta para acelerar processos ou diminuir dúvidas. Se podemos agilizar e responder em tempo real ao cliente, funcionário ou chefe, porque não fazê-lo? No entanto, considero que não devemos usar o WhatsApp como ferramenta de gestão de pessoas ou projetos.

Para lidar com pessoas, não podemos confiar apenas em um de nossos sentidos.

Texto escrito é absolutamente interpretativo e ficamos à mercê da interpretação do entendimento. Um simples “precisamos conversar” pode fazer o funcionário ir do céu ao inferno dependendo de sua imaginação fértil.

Da mesma forma, usar o WhatsApp como start de projetos, ou mesmo follow-up de etapas, pode ser uma armadilha fatal. A ferramenta não foi feita para isso, portanto não há registro de atividades, controle de prazos, sinalizações de deadlines e muito menos relatórios gerenciais.

É por isso que enxergo o WhatsApp de forma comercial desde que respeitemos suas características, limitações e funcionalidades.

Ajuda ou atrapalha?

Para concluir nossa reflexão sobre a atual “meninas dos olhos”, vale uma importante pergunta:

Hoje, o WhatsApp agiliza suas atividades no trabalho ou faz você perder o foco pelo menos 10 vezes ao dia?

Pois é, vai aqui uma dica de utilização desta ferramenta para que seu emprego ou negócios não esteja em xeque: utilize o bom senso. 

Ninguém gosta de ficar de fora do assunto do momento, muito menos de ver mais de 100 mensagens não lidas no visor, mas precisamos interpretar o momento e as circustâncias! Se o bicho estiver pegando no trabalho, deixe sua participação nos grupos para a hora do almoço ou pausa do café.

Não deixe que esta ferramenta parceira e divertida possa te prejudicar.

Use com moderação!



0 comments